:Licença Creative Commons

segunda-feira, março 13, 2006


Quem nunca teve um grande amor?
Um amor daqueles que nos faz tirar os pés do chão, ganhar asas e flutuar no espaço como uma nuvem?
Um amor daqueles que nos faz andar com um sorriso idiota na cara faça chuva ou faça sol?
Um amor daqueles que nos tira o sono de noite e nos enche a alma de dia?
Um amor daqueles que nos faz pensar no presente e sonhar com o futuro?
Um amor daqueles em que os olhos se iluminam, o coração dispara e o sorriso se abre?
Um amor daqueles com que sonhamos a vida inteira?
Por certo já todos tivemos um amor assim...o que talvez nem todos tenhamos tido é a sorte de ter sido correspondidos... ou talvez tenhamos sido e nunca tenhamos sabido...
Se nunca fomos correspondidos... é triste, mas a ilusão doce fica a vida toda, presa a nós como uma terna recordação...
Mas se fomos correspondidos e nunca soubemos senão quando já era demasiado tarde...aí fica a tristeza, a mágoa, a revolta, a decepção e a eterna pergunta "Mas porquê que nunca soube?".
Como é que alguém pode ter coragem de amar assim tão intensamente e nunca dizer nada? Como é que alguem pode correr o risco de perder o amor e a amizade simplesmente porque é mais cómodo calar o coração?
Como é que alguém pode amar e fingir que não ama?
Como é que alguém tem a coragem de deixar passar um verdadeiro amor ao lado apenas porque é mais simples e menos trabalhoso?
Não sei...
Mas sei que quando se acorda e se percebe que aquilo que julgámos ter como certo se afasta em busca de um porto de abrigo mais seguro, aí tentamos resgatar tudo... e inevitavelmente falhamos.
Não seria mais fácil seguir o coração?
Não seria mais fácil chorar por se ter arriscado e não ter conseguido do que chorar a vida toda uma incerteza?
Não seria mais honesto acreditarmos em nós e no que sentimos?
Seja como for, acredito que quando se ama, quando realmente se ama, devemos dar a conhecer tal facto ao alvo dos nossos afectos. Se formos correspondidos...ouro sobre azul! Se não formos é porque essa pessoa não nos merece nem merece um sentimento tão nobre.
Afinal já dizia o provérbio... vale mais sofrer por amor do que por nunca ter tido coragem de amar!

Sem comentários:

Enviar um comentário