:Licença Creative Commons

quarta-feira, maio 31, 2006


Homens Meninos

Homens de olhos vazios que nunca foram meninos,
homens tristes com fome de esperança e de pão,
rostos marcados pelos horrores e desatinos
de uma guerra que lhes roubou toda a razão.
Homens que são apenas meio palmo de gente,
homens que são somente pequenas crianças,
corações oprimidos de quem no fundo sente
que nada fica quando se matam as esperanças.
Homens que lutam numa guerra sem razão,
homens que matam sem saber sequer porquê,
feridas que não se podem tocar com a mão
porque apenas a vista do coração as vê.
Homens que cresceram sem nunca ter crescido,
homens soldados numa guerra sem razão,
homens que são sem afinal nunca terem sido
mais do que crianças com armas na mão.

Sem comentários:

Enviar um comentário