:Licença Creative Commons

segunda-feira, abril 30, 2007

Sinto falta


Sinto falta do cheiro suave que o teu perfume te deixava na pele,
de ouvir sussurradas no meu ouvido as tuas palavras de mel,
de mergulhar na imensidão profunda do teu intenso olhar,
de perto de ti sentir o coração feliz a ponto de transbordar.
Sinto saudade do aroma perfumado dos teus cabelos suaves,
dos planos que fazias sem olhar a problemas nem entraves,
dos projectos que fazias para a vida feliz que teriamos os dois,
dos sonhos que abraçavas sem deixar nada para depois.
Sinto saudade daquele abraço onde cabia toda a ternura do mundo,
do nosso silencioso entendimento certeiro e profundo,
do amor sincero que na altura eu era capaz de expressar,
do sentimento mais bonito que um dia poderia encontrar.
Sinto saudade daquela sensação quentinha que me deixavas na alma,
sinto saudade daquela ternura, daquela paixão, daquela calma,
sinto saudade de te ter como a parte mais doce da minha vida,
sinto uma saudade imensa dentro de mim desde o dia da tua partida...

sexta-feira, abril 27, 2007

Sinto uma estranha sensação...


Sinto uma estranha sensação de tristeza, de nostalgia,
Uma estranha falta de vontade, de querer e de alegria…

Sinto uma estranha sensação de vazio e indiferença,
Uma estranha falta de força, de energia e de presença…

Sinto uma estranha sensação de abandono e de solidão,
Uma estranha falta de amparo, de carinho e de uma mão…

Sinto uma estranha sensação de raiva, de aborrecimento,
Uma estranha falta de encaixe e de envolvimento…

Sinto uma estranha sensação de falta de espaço, de ar,
Uma estranha falta de força para lutar e avançar…

Sinto uma estranha sensação de perda, de insegurança,
Uma estranha falta de amor-próprio e de confiança…

Sinto uma estranha sensação de cansaço, de insatisfação,
Uma estranha falta de uma estranha e distante ilusão…