:Licença Creative Commons

domingo, janeiro 20, 2008

Os teus braços

Os teus braços são uma colcha de lã
onde me aninho, me aqueço e me perco,
Onde com o raiar de cada nova manhã
O nosso amor amanhece mais desperto.

Os teus braços são um porto de abrigo
Onde me refugio das tempestades da vida,
Onde tudo pára e o tempo é esquecido,
Onde o nosso amor é embarcação querida.

Os teus braços são a minha força na dor,
São o repouso do meu medo e do cansaço,
São a ponte onde a ternura do nosso amor
Se expande no calor doce de um abraço.


HP/

Sem comentários:

Enviar um comentário