:Licença Creative Commons

terça-feira, dezembro 01, 2009

"Vozes da Alma" Antologia Poética - Volume I


"Vozes que se fazem ouvir. Assim podemos definir cada texto desta colectânea. Alguns versos mais parecem sussurros, enquanto outros soam como gritos outrora presos na garganta.
A Antologia Vozes da Alma é composta por escritores experientes e principiantes de todas as regiões brasileiras, somando-se uma representante lusitana. São vozes d'aqui e d'além mar, realçando a riqueza da lingua portuguesa. (...)"

Este texto faz parte do prefácio da Antologia Vozes da Alma, organizada pela editora brasileira Pensata, onde está publicado o meu poema "Vieste no silêncio" e que é a participação lusitana referida no prefácio.

Vieste no silêncio

Vieste no silêncio das palavras que nunca dissemos
e na quietude dos gestos que nunca trocámos,
vieste sem aviso prévio nem qualquer notificação,
vieste simplesmente e balançaste o meu coração,
vieste e falámos daquilo que sempre escondemos,
vieste e falámos daqulio que sempre evitámos.

Vieste no silêncio de um fim de tarde invernal
e na fria quietude do vento que cortava o espaço,
vieste sem que estivesse à espera da tua chegada,
vieste simplesmente de forma breve e inesperada,
vieste e falaste do que para ti nunca foi banal,
vieste e falaste se medo nem sinal de embaraço.

Vieste no silêncio dos dias que passavam quietos
e agiste na quietude dos meus dias cinzentos,
vieste e apanhaste-me desprevenida e sem defesa,
vieste e surpreendeste-me com a tua franqueza,
vieste e deixaste-me cheia de sentimentos incertos,
vieste e sem pedir licença invadiste-me os pensamentos.

1 comentário: