:Licença Creative Commons

sexta-feira, março 27, 2015

Memória de um menino

Heis-me aqui hoje sentado sob esta sombra verdejante,
Recordando o meu passado, sou de novo menino errante,
Volto a ser aquele petiz, descalço a caminho da escola,
Carregando, tão feliz, os meus livros na sacola,
percorria longo caminho para aprender um dia a ler,
para perceber o mundo que me tentavam esconder,
brincava feliz, contente, sem riqueza e sem temor
pois no meu peito brilhava a chama de um doce amor.
Vejo-me de novo ali, sentado naqueles banquinhos
Hoje tão desgastados, tão tristes e tão velhinhos,
E volto a ser a criança que sonhava um dia ser
Letrado, sem importância, desde que soubesse ler,
Volto a ver a bata branca nas costas de uma cadeira
Esperando enxugar com o calor da fogueira,
Volta a ver a professora que altiva me chamava
Apenas para me punir os erros à reguada…
Olho e vejo tanta gente, que nem consigo conhecer,
Gente que nos mesmos bancos, também aprendeu a ler,
Aprenderam coisas novas, de que nunca ouvi falar,
Cresceram de forma diferente, aprenderam a sonhar,
Tiveram oportunidades que eu nunca imaginei,
Andaram os mesmos passos, que um dia eu andei,
São jovens de outro tempo, flores de outra juventude,
Têm sonhos, tem esperança, têm alma e atitude.
Heis-me aqui hoje sentado, sob esta sombra verdejante
E assim acompanhado já não sou menino errante,
Sou apenas mais um menino com os livros na sacola

Cantando doces saudades à nossa velhinha escola!

quinta-feira, março 19, 2015

Quem és tu?

Quem és tu?
Tu que com palavras ásperas me fizeste tantas vezes chorar,
Tu que com essas lágrimas me ensinaste a crescer,
Tu que com essas palavras me ensinaste a acreditar
Que podia ser tudo o que eu sonhasse e quisesse ser…

Quem és tu?
Tu que por vezes pareces esquecer-te que já sou crescido,
Tu que por vezes me olhas e vês apenas a tua criança,
Tu que me acolhes quando me sinto vazio e perdido
E que no teu abraço me devolves o sonho e a esperança…

Quem és tu?
Tu que me ensinaste com dureza a enfrentar as dificuldades,
Tu que me ensinaste que não há problema não se ser perfeito,
Tu que no bem e no mal me acompanhaste nas adversidades
e que  para além da eternidade viverás sempre no meu peito…

Quem és tu?
Tu que serás sempre um lugar especial dentro do meu coração,
Tu que vais sempre na minha vida por onde a minha vida vai,
Tu que serás sempre muito mais do que uma recordação,
Tu que és e sempre serás o significado da singela palavra PAI!


quarta-feira, março 18, 2015

1º Encontro de Poetas de Ferreira do Zêzere

Encontro de Poetas em Ferreira do Zêzere

A Biblioteca Municipal Dr. António Baião de Ferreira do Zêzere vai promover no próximo sábado, 21 de março, Dia Mundial da Poesia, às 15h00, o 1º Encontro de Poetas de Ferreira do Zêzere.
Aceitaram o convite neste primeiro ano:

Adélia Peixoto
António Ricardo
Helena Pinto
João Roberto
Jorge Roberto
Maria do Carmo
Maria Lucília
Pedro Martins
Raúl Saramago
Risoleta Pedro
Sá Flores
Grupo de Desgarrada dos Carvalhais