:Licença Creative Commons

quarta-feira, março 23, 2016

Desabafo globalização

“ A globalização é um dos processos de aprofundamento internacional integração econômica, social, cultural e política “ é esta a definição de globalização...infelizmente globalizou-se também a violência, a corrupção, o medo, o terrorismo, a falta de valores, a falta de amor pela vida, pelo mundo, pelo próximo e sobretudo por si mesmo.

Globalizou-se a cobardia, o medo, a indiferença...globalizou-se tudo menos a segurança, o bem estar dos cidadãos, a identidade dos países e o respeito pelo próximo, pela cultura, pelos hábitos...já dizia o velhinho ditado “Em Roma sê romano”.

Os supostos governantes, os supostos serviços secretos, os supostos analistas, os supostos defensores das nossas pátrias e das nossas vidas parecem mais preocupados em proteger os seus lugares, os seus cargos e as suas vidas luxuosas e vazias do que em agir em tempo útil e proteger o bem maior: a vida!

Infelizmente abrimos...ou melhor escancarámos as portas do Mundo para que entrassem milhares e milhares de pessoas que fogem de situações de conflito, quisemos ser bonzinhos, humanitários mostrar que afinal até nos preocuparmos com os outros, sem no entanto olhar para a miséria, para as dificuldades e para o povo asfixiado que temos dentro de portas.

Infelizmente o resultado está à vista: expusemo-nos, deixámos entrar dentro de casa o ladrão e agora queremos combate-lo... esquecemo-nos que erva daninha que não é arrancada pela raiz cresce, fortalece e asfixia as plantas boas que a circundam!

O Mundo é neste momento uma planta asfixiada pelas ervas daninhas que proliferam em nome de uma causa que ninguém entende, de valores que ninguém percebe, de uma causa que se alimenta de medo, de terror e que não tem qualquer pudor em matar.

Infelizmente quem sofre, como em todas as guerras, não são as cabeças iluminadas que tomam as decisões, não são os que nos colocam neste posição, não são os ricos, os poderosos nem os governantes, quem sofre são os inocentes, o povo que confia naqueles que têm obrigação de os defender mas que apenas querem saber de poder, dinheiro e guerra... sim porque o negócio da guerra continua a ser um dos maiores do mundo.

Infelizmente continuam a somar-se mortes de inocentes... pergunto-me quantos mais serão precisos para alguém abrir os olhos e perceber que caminhamos para um abismo de onde dificilmente conseguiremos escapar?

Sem comentários:

Enviar um comentário