segunda-feira, março 19, 2018

Dia do Pai


Os pais são como os botões: há de todos os tamanhos e feitios!

Há aqueles que o foram… e esses são aqueles que biologicamente o foram mas na verdade nem sabem o que a palavra significa, são aqueles que nunca quiseram saber, os que nunca o assumiram e os que nunca o deviam ter sido.

Há os que sempre o serão… e esses são aqueles que o foram e que por imponderáveis da vida já o não são na prática, porque fisicamente eles ou os filhos, já não estão entre nós, mas que permanecem nas memórias, nos corações e na vida dos que ainda por aqui andam.

Há os que são… e esses são os que aproveitam e usufruem do estatuto, são os que brincam mas também são os que ralham, são os que dão colo mas também são os que repreendem, são os que ensinam mas que também aprendem…são os que hoje são e que um dia serão os que sempre serão.

Há os que são sem nunca ter sido… e esses são aqueles que não o sendo biologicamente são mais dignos do título do que muitos que o são na verdade, são os que desejaram, os que lutaram, os que acolheram e os que amam sem distinção, são os que educam, os que dão colo, os que estão presentes, os que contam na verdade.

Há os que serão… e esses são os que um dia, alguns em breve, o serão…os que esperam e anseiam pelo momento em que passam de filho a pai.

Há os pais de primeira viagem para quem tudo é novidade, stress, noites mal dormidas, angústias e ansiedades... mas também brincadeiras, gracinhas e toneladas de fotografias e de vídeos.

Há os pais experientes para quem, apesar de tudo, tudo é novidade, stress, angústias, noites mal dormidas (não muda muito com o passar do tempo :) )... mas também cumplicidades, aventuras, conversas e momentos.

Há muitos pais... há muitos dias... mas este é especial...por isso um dia feliz a todos os pais que são dignos desse nome!


segunda-feira, março 05, 2018

Um problema para cada solução

Um problema para cada solução... sim é mesmo isso que quero dizer, não é nenhum erro de escrita. Sim... eu sei que pode parecer esquisito, mas vão ver que faz sentido... e se calhar por vezes todos temos um bocadinho esse síndrome.

Por norma as pessoas buscam soluções... é... faz sentido, querem resolver os seus problemas, enfrentar as suas questões, vencer os seus medos, enfrentar os seus fantasmas, por isso procuram respostas e soluções que arrumem a questão permitindo assim avançar e seguir em frente.
Pois... mas depois há as outras pessoas, aquelas que arranjam um problema para cada solução. Estranho? Nem por isso.

Talvez ainda não tenham percebido o meu ponto de vista... talvez porque nunca pensaram nisso ou porque nunca esse facto vos despertou atenção. Mas o que fazem essas pessoas? Simples: para cada solução apresentada elas arranjam um novo problema. Porquê? Bom...não sei ao certo, mas tenho para mim que essas pessoas gostam de ter sempre alguma coisinha com que se preocupar...algo que lhes ocupe o pensamento, que os mantenha na ribalta das atenções, algo que na verdade os impeça de resolver o problema inicial.

- Hoje não me apetece nada cozinhar.
- Não? Tudo bem. Vamos jantar fora... um dia não são dias e merecemos.
- Não sei... esta a chover.
- Sim, mas podemos ir aquele restaurante que tem garagem, não precisamos apanhar chuva.
- Pois... mas deve estar cheio de gente.
- Talvez... podemos telefonar a perguntar.
- Não vale a pena, vamos agora estar a incomodar...
- Podemos ir a outro sitio. Olha vamos ao shopping, jantamos, vemos um filme...hã que te parece?
- Não... não estou com paciência para filmes.
- Ok... jantamos só...
- Deve haver imensa gente... não tenho paciência para filas e assim...
- Ok... então só se mandarmos vir um take away. Que te apetece? Chinês? Italiano?
- Sei lá... take away é chato. Com este tempo demora uma eternidade.
- Costuma ser rápido... ou vou eu buscar qualquer coisa.
- Hummm... não... deixa estar... não vale a pena saires com este tempo.
- Então, que queres fazer?
- Humm... acho que vou fazer uma salada e comemos o resto do jantar de ontem...importaste?

Lá está... um exemplo simples e claro de quem tem sempre um problema para cada solução... Ai... não me digam que se identificam? ;)

2019... está a chegar!

Chegou aquela altura do ano em que olhamos para trás e fazemos um balanço, em que traçamos metas e objectivos e em que deitamos contas à v...