domingo, dezembro 30, 2018

2019... está a chegar!

Chegou aquela altura do ano em que olhamos para trás e fazemos um balanço, em que traçamos metas e objectivos e em que deitamos contas à vida. Altura de olhar para trás e ver o que conseguimos alcançar e o que ainda podemos conseguir...

A todos os que este ano, de alguma forma, cruzaram ou partilharam este caminho duas coisas a dizer: obrigada por tudo o que correu bem, por tudo o que contribuiu para o meu crescimento e para a minha evolução e espero por vocês em 2019 para continuar a caminhada…desculpem por tudo o que possa ter sido menos bom, pelas coisas que possam não ter corrido bem, fica a resolução de para o ano tentar fazer melhor.

A todos em geral e a cada um em particular heis o que vos desejo para 2019, que já está aí ao virar da esquina:

- que os sonhos possam tornar realidade;
- que os vossos projectos se concretizem;
- que os vossos desejos possam ser alcançados;
- que não desistam de nada que vos faça sentir bem e felizes só porque alguém vos tece comentários menos felizes ou atira umas bocas para o ar;
- que acreditem em vocês, na vossa força, na vossa determinação, na vossa capacidade de superação e que ouçam apenas aqueles que vos incentivam a seguir em frente;
- que a saúde, a persistência, a coragem, a força, a amizade, a esperança e a luz sejam vossa companhia permanente em cada passo que dêem;
- que cada derrota e cada momento menos sejam mais que um degrau para alcançar a vitória e o sucesso e que não vos façam desistir daquilo em que acreditam e desejam;
- que todos os obstáculos que cruzarem o vosso caminho sejam oportunidades de crescer, de evoluir, de amadurecer e de construir pessoas melhores;
- que haja sempre alguém que ampare os vossos tropeços, que celebre as vossas conquistas, que chore as vossas tristezas, que ria com as vossas alegrias e que torça genuinamente pelo vosso sucesso;
- que na vossa vida permaneçam apenas aqueles que caminham ao vosso lado, aqueles que fazem o dia ficar mais bonito apenas por existirem, aqueles que vos enchem de luz, de ternura e de vida, aqueles que vos aceitam e vos amam como são e pelo que são, aqueles que mesmo longe estão sempre perto, aqueles que vos motivam a crescer e a ser cada vez melhores;
- que se permitam viver, que se permitam crescer, que se permitam sonhar, que se permitam ir mais além sem medo e sem vergonha, sem receio da negatividade dos que vos olham de soslaio, sem se preocuparem com o que os outros dizem;
- que façam as coisas por vocês, para vocês, para estarem bem convosco próprios mão porque este ou aquele fez ou este ou aquele tem, percorram o vosso próprio caminho e sobretudo apreciem a viagem e tenham orgulho do que conseguirem;
- que de uma forma ou de outra os nossos caminhos se continuem a cruzar, que possamos consolidar, manter ou aperfeiçoar os laços que de uma ou de outra forma nos unem, que possamos continuar a partilhar a estrada da vida e a crescer juntos.

2018 teve os seus altos e baixos, nem tudo foi bom mas tudo serviu para nos fazer crescer, para nos fazer traçar novos rumos e aceitar novos desafios. Que 2019 traga a certeza de que somos capazes de superar, de vencer e de ir mais além e que somos movidos pela nossa própria determinação... não importa os solavancos da viagem: a viagem é nossa e de mais ninguém!

Beijos para quem é de beijos, abraços para quem é de abraços, ambos para quem gosta de aproveitar tudo aquilo a que tem direito, um Próspero 2019 para todos! Encontramo-nos para o ano...ou não...

sexta-feira, dezembro 21, 2018

Chegou o Natal...época de...



Chegou o Natal… época de luz, de alegria, de harmonia e de amor. 
É chegada a altura de fazer um balanço, de olhar para trás, de emendar percursos e alterar caminhos, de sonhar novos sonhos e traçar novas metas, de definir novos objectivos e novas vontades.
É chegada a altura dos que estão longe se fazerem perto, dos que já partiram ocuparem o seu lugar nas memórias e nos corações dos que nesta altura sentem ainda mais a saudade da sua presença.
É chegada a altura de introspecção, de parar um momento com as labutas diárias, com as lamentações, com as tristezas, com as correrias, com as arrogâncias, com as incertezas… é altura de agradecer: agradecer o que de bom aconteceu em nosso redor  e até o que de mau nos cruzou o caminho, porque são essas coisas todas em conjunto que nos fazem crescer, que nos motivam a evoluir, que nos empurram para a frente e que nos levam a trilhar novos caminhos e a viver novas experiências.
É chegada a altura de acreditar que a luz que brilha por todo o lado vai iluminar a nossa vida, que o amor que paira no ar vai contagiar quem nos rodeia, que o espírito da época vai encher o nosso coração de novo brilho e sobretudo que nos vai dar alento para folhear uma a uma mais umas quantas páginas de um novo calendário.
É chegada a altura de acreditar que o amanhã será melhor, que a justiça existe, que o hoje será melhor que o ontem, que os sonhos são alcançaveis, que vos valores que importam não se traduzem em euros mas em gestos, que a motivação vem do bem que nos rodeia e das pessoas que genuinamente nos querem bem, que o amor prolifera, que a paz edifica e sobretudo é altura de meditar na velhinha canção “Que bom seria, que o Natal não fosse um dia, que todas as mães fossem Maria, que os pais fossem José e que a gente se parecesse com Jesus de Nazaré”.
Bom Natal a todos e que a estrela guia vos acompanhe!


domingo, dezembro 16, 2018

Persistir

Que importa o que dizem as vozes em meu redor
se este caminho é só meu para percorrer,
que me importa se acham que sou melhor ou pior
se apenas a mim mesma tenho de responder?
Que me importa a viagem que outros fazem
se esta é a viagem que sinto ter de fazer,
que me importa o que pensam ou como reagem
se apenas eu sei o tamanho do meu querer?
Que me importa as tristes comparações
se sou única e por isso diferente dos demais,
que me importa os gritos e as lamentações
se somos o que somos e não gentes iguais?
Que me importa o que outros conquistam
depressa, sem hesitar e sem mostrar temor,
que me importam que se sentem e assistam
ao teimoso persistir de quem segue por amor?
Que me importa as vozes alheias que se elevam,
que me importa se são melhores do que eu,
que me importa se no fim não entregam
a vitória de quem persistiu e padeceu?
Que me importa que me julguem incapaz,
que menosprezem e riam de soslaio,
que me importa se a minha alma segue em paz
e se balanço,até tropeço mas não caio?
Que me importa o que julgam de mim,
que me importa que não me olhem como igual,
desde que nunca esqueça quem sou e ao que vim,
não há palavra, nem olhar, nem riso que me faça mal!

terça-feira, novembro 20, 2018

Inspirações + Motivações = Novidades!

Não é desconhecido o meu gosto pela escrita...aliás talvez até seja para alguns...
Deste percurso fazem parte muitos caminhos, muitos capítulos, muitas aventuras e muitas folhas de papel guardadas em caixinhas...

Há uns tempos atrás abri a gaveta e deixei sair algumas coisas...o resultado foi este:

https://www.bubok.pt/livros/7920/Ser-de-sombra-e-Luz



Ao longo do tempo as coisas foram fluindo, sem nunca aspirar a nada de mais elevado ou mediático. Fui tentando outras variantes e experimentado outras divagações.
Fui caminhando... e agora, apenas para pouco mais do que satisfazer a minha própria vontade, outras palavras se soltaram...

https://www.bubok.pt/livros/11689/Historias-de-Desamor-no-Masculino

domingo, novembro 18, 2018

És tu o teu maior adversário





Vivemos à sombra de comparações, à espera de encontrar nelas uma desculpa para os nossos próprios medos: até fazia mas fulano é tão bom naquilo; até ia mas sicrano faz muito mais rápido...
Vivemos à sombra de desculpas, de motivos reais e imaginários para não dar aquele passo em frente, para não correr aquele risco, para evitar aquela situação ou aquele confronto.
Vivemos escondidos atrás das nossas próprias desculpas para evitar combater as nossas limitações e enfrentar os nossos medos.
Vivemos no medo da boca alheia, dos comentários que tecem na nossa ausência, das criticas que fazem nas nossas costas, das "bocas" que atiram para o ar à espera que as agarremos.
Vivemos dos olhares de lado para quem faz mas passamos a vida a lamentar o que não fazemos.
Vivemos com medo das opiniões, dos comentários, do gozo, da risota, da conversa...do fazer pouco de quem nada faz a não ser criticar quem ousa fazer.
As pessoas vivem a lamentar-se do que não fazem, do tempo que não têm, do quanto gostavam de fazer isto ou aquilo...mas depois passam a vida a criticar e a julgar quem faz.
As pessoas que fazem não querem saber de nada disso... não querem superar ninguém, nem bater ninguém, nem ser melhores que ninguém... querem apenas crescer, evoluir, superar-se a si mesmas e sobretudo vencer o seu maior adversário: elas próprias!
Somos o nosso maior adversário...verdade... somos sós que nos limitamos, que nos impomos limites, que nos acomodamos às limitações, que deixamos os medos e os receios tomarem conta de nós. 
Somos nós que nos escondemos atrás de desculpas e mais desculpas para justificar a nossa inércia.
Somos nós que criamos barreiras e erguemos muros.
Vence-te a ti mesmo! Faz as coisas por ti, vence por ti, supera por ti e sobretudo orgulha-te do que conquistas, seja pouco ou grande. Orgulha-te dos passos que dás, do caminho que percorres, das vitórias que alcanças! Lembra-te que se tu não fizeres por ti ninguém vai fazer! Manda para o espaço as energias negativas e mesquinhas que te tentam aprisionar, faz ouvidos de mercador aos comentários invejosos, rodeia-te de pessoas que ficam felizes por ti, que te fazem ser melhor e que te motivam, rodeia-te de pessoas que te inspiram a ser melhor, pessoas que genuinamente se orgulham do teu caminho por mais sinuoso que seja!
Faz por ti e para ti, evolui por ti e para ti, cresce por ti e para ti... cresce, evolui, melhora ao teu ritmo, faz o teu caminho sem pressa, segue o teu rumo...torna-te no teu maior aliado e não no teu pior adversário! 

terça-feira, novembro 13, 2018

Os sonhos são como algodão doce

Os sonhos são como nuvens de algodão doce
que flutuam leves, soltas, vibrantes e coloridas
pelo ceú nem sempre azul das nossas vidas
embora desejássemos tanto que assim fosse.
São como nuvens feitas de açúcar em fio
que adoçam a esperança de um amanã melhor,
são asas que nos fazem descobrir um novo amor,
são setas que apontam para um novo desafio.
São nuvens de leveza, de encanto e de magia
que nos enchem a alma e aquecem o coração,
fazem com que a vida não seja passada em vão
e a cada nova conquista ganham nova energia.
Os sonhos são como nuvens de algodão doce
que adoçam cada passo da nossa experiência,
são alvos que se alcançam com muita persistência,
são oásis de esperança na nossa existência agridoce!



quarta-feira, outubro 10, 2018

Cresce e descobre-te...

O crescimento é um processo contínuo, uma longa estrada feita de muitas e variadas etapas, uma parte essencial da vida e da nossa existência.
Crescer é bom, sobretudo quando se cresce apartir do interior, quando se cresce em sabedoria, em conhecimento e sobretudo quando se cresce a nível interior.
À medida que vamos crescendo vamos também descobrindo-nos a nós mesmos, vamos descobrindo novas nuances da nossa personalidade, vamos descobrindo novas forças, novos horizontes, novas formas de ser e de fazer.
Mal de quem deixa de crescer, de quem se acomoda, de quem se acostuma ao instituido e aos costumes, mal de quem deixa de sentir curiosidade, de querer aprender, de querer saber mais, de querer ir mais além, mal de quem deixa de querer ultrapassar os seus próprios limites.
Mal de quem deixa de sonhar, de ter metas, de sonhar novos sonhos, de querer novas experiências, de querer conhecer novos lugares e novas pessoas.
Mal de quem se acostuma consigo mesmo... de quem parou no tempo e ainda vive no antigamente...de quem tem medo de avançar, de evoluir, de se construir...
Crescemos interiormente através das experiências que temos, dos lugares que visitamos, das pessoas que conhecemos... através dos inesperados encontros e desencontros que a vida nos tráz. Crescemos quando aceitamos a nossa própria descoberta, quando não nos chega deixar como está, quando não nos basta fazer como sempre se fez, quando não nos basta ir onde sempre se foi.
Crescemos quando ganhamos asas na alma e seguimos mapas no coração!
Crescemos quando a nossa coragem é maior que os nossos medos!
Crescemos quando descobrimos que somos capazes de muito mais!


2019... está a chegar!

Chegou aquela altura do ano em que olhamos para trás e fazemos um balanço, em que traçamos metas e objectivos e em que deitamos contas à v...