segunda-feira, dezembro 04, 2017

Excerto

(...)Sentia-se angustiado, meio perdido, não sabia que rumo tomar, sentia-se num conflito permanente entre o que sentia e o que na verdade tinha vontade de fazer, sentia-se preso… e embora aos poucos fosse tomando pequenas atitudes que lhe permitam viver consigo mesmo e com os outros pacificamente, sabia que não chegava…sentia-se à beira da rotura e sabia que precisava de ar, de vento, precisava de espaço, de silêncio para ouvir os seus pensamentos e sobretudo de paz para aquietar o coração. (...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sê luz...

Sê a luz que ilumina o caminho de alguém, sê a luz que altiva nos guia lá do alto, não sejas sombra nem mágoa para ninguém, não fujas nem...